Duas mulheres tentam subornar juiz da Comarca de Ampére

Uma das mensagens a feminina pede quanto o magistrado cobraria para liberar um preso, que é marido da adolescente e filho da outra envolvida

Reprodução
Divulgação (Foto: Reprodução)

Nesta semana a Polícia Civil atendeu um caso de tentativa de suborno ao juiz da Comarca de Ampére. O fato ocorreu na quarta-feira, 7, quando duas mulheres, uma de 43 anos e outra de 17, pediam pela soltura de um homem preso por tráfico de drogas.

De acordo com a delegada Tais Melo, o oferecimento da vantagem indevida ocorreu por meio de mensagens no aplicativo WhatsApp em áudio e texto encaminhados pela adolescente ao telefone pessoal do assessor do juiz. Uma das mensagens a feminina pede quanto o magistrado cobraria para liberar um preso, que é marido da adolescente e filho da outra envolvida.

A Polícia Civil foi acionada e os policiais deslocaram se até a cidade da Capanema, e a jovem foi conduzida para os demais procedimentos. A mãe do homem preso também foi detida por suspeita de participação no delito, uma vez que articulou, juntamente com a adolescente, o oferecimento da vantagem ilícita ao juiz. A pena por corrupção ativa tem como pena máxima 12 anos de reclusão.

Os celulares das envolvidas utilizados para o encaminhamento das mensagens com conteúdo criminoso foram apreendidos e serão periciados. A mulher está detida na carceragem da 59ª Delegacia Regional de Capanema. Já a menor foi liberada após assinatura de termo de compromisso de comparecimento ao Ministério Público pelo Conselho Tutelar.

Fonte RÁDIO AMPÉRE / POLÍCIA CIVIL

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internetatravésdo Rádio SAN FM, não reflete aopiniãodeste Portal.