Suspeitos de cortar 190 árvores nativas ilegalmente são presos e multados em R$ 213 mil

Os danos atingiram espécies como gabiroba, angico, mamica de cadela, e Araucária, esta última ameaçada de extinção.

Polícia Ambiental
Divulgação (Foto: Polícia Ambiental)

A Polícia Ambiental prendeu três pessoas em flagrante na segunda-feira (10), suspeitas de cortar 190 árvores ilegalmente em uma propriedade rural no município de Guaraniaçu.

Segundo a polícia, os três são suspeitos de destruírem 1.100 metros quadrados de mata nativa, sendo 100 m² em área de preservação permanente. No local também foi localizado o corte isolado de 190 árvores nativas.

Os danos atingiram espécies como gabiroba, angico, mamica de cadela, e Araucária, esta última ameaçada de extinção.

De acordo com a polícia, ao todo, a proprietária da área e os dois operadores de máquinas terão de pagar multa de mais de R$ 213 mil pelo crime ambiental.

Duas máquinas de corte também foram apreendidas pela polícia. Os três suspeitos foram soltos após pagar fiança.

Fonte PPNEWS

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.