Com estratégia e adaptação, Sicredi garante capacitação de professores na pandemia

O Programa A União Faz a Vida manteve formação continuada com plataforma de interação e site com conteúdo para profissionais de educação, pais e alunos

Assessoria
Divulgação (Foto: Assessoria)

 O avanço da vacinação contra a Covid-19 e o retorno parcial de aulas presenciais ou em sistema híbrido colocam professores, pais e alunos frente a novos desafios, especialmente no período de transição. Desde o início da pandemia, em março de 2020, foram necessárias várias adaptações na área de educação, como o ensino remoto. Um movimento que nem sempre foi fácil para os educadores. De acordo com a pesquisa realizada pela International School, no início da pandemia, 52,9% dos professores sentiam que estavam totalmente despreparados, ou tecnicamente pouco preparados para as aulas on-line. O estudo realizado em 118 cidades de 26 estados e no Distrito Federal mostrou que, ao longo dos meses, 82,4% dos educadores passaram a se sentir extremamente ou bem mais confiantes com relação ao ensino remoto.

A adaptação pode estar relacionada ao aprimoramento técnico ou às capacitações realizadas por professores de escolas públicas ou privadas que não pararam mesmo durante a pandemia. No município de Nova América da Colina, no Norte do Paraná, a professora Maria Aparecida Alves de Lima Campos destaca como a continuidade na formação do projeto desenvolvido na escola onde trabalha, o CMEI João Pedro Guilherme, foi importante no avanço profissional. “Favoreceu o aperfeiçoamento dos meus conhecimentos, contribuindo no desenvolvimento dos projetos para aplicação com os alunos”, comenta.
A escola é uma das uma das 2,6 mil no país que integra o “Programa A União Faz a Vida”, elaborado pela instituição financeira cooperativa Sicredi em mais de 470 cidades de 12 estados. Ao longo da pandemia, o projeto que conta com formação continuada de professores se manteve graças a uma nova estratégia de atuação com os educadores.

A instituição desenvolveu uma plataforma de interação com a produção de conteúdos customizados que foram enviadas aos participantes, por meio do WhatsApp, garantindo facilidade de acesso. “Contamos com a opção de acessar e assistir as videoaulas em momentos oportunos facilitando o acesso de todos os professores”, complementa Maria Aparecida. Ao todo, o projeto promoveu a formação continuada a 5.779 educadores do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, além de reforçar o impacto positivo e a proximidade com os agentes educacionais, apesar dos desafios impostos pela crise sanitária.

O “Programa A União Faz a Vida' propõe um modelo de educação no qual o aluno é protagonista do processo de aprendizagem. Por isso, para a assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo da Central Sicredi PR/SP/RJ, Alyne Lemes, os professores são fundamentais. “São eles que desenvolvem na ponta a metodologia do programa, articulam e fazem todo o movimento com os alunos e, portanto, para nós é essencial estarmos próximos aos educadores, olharmos suas demandas e necessidades na área pedagógica. Pensando nisso, a estratégia de promover uma formação continuada por meio de uma ferramenta mais democrática e não deixar o professor nesse momento tão difícil ajudou a mostrar que estamos juntos. Com o programa, acreditamos que a educação é o meio mais eficaz para a transformação de uma sociedade mais justa e cidadã”, argumenta.

Transformando.com.vc
Somado à estratégia de formação continuada a distância, a instituição financeira cooperativa ainda desenvolveu um plano de ações específicas para a plataforma Transformando.com.vc. O site traz conteúdos produzidos especialmente para que educadores e famílias trabalhem com as crianças. Além de lives com especialistas em educação, artigos e posts com assuntos que ajudam a promover a reflexão sobre o atual momento da educação. Nas matérias são abordados temas como gestão de cuidado, tecnologia no ambiente escolar, competências para o século XXI e a importância da conexão entre família e escola para aprendizagem. Além do site, os conteúdos também são trabalhados no Instagram, Facebook e canal no YouTube.

 

Fonte Assessoria de imprensa

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internetatravésdo Rádio SAN FM, não reflete aopiniãodeste Portal.