Ratinho Junior diz que aulas presenciais podem ser retomadas em novembro

As aulas estão suspensas no Paraná desde o mês de março

AEN-PR
Divulgação (Foto: AEN-PR)

O governador Ratinho Junior disse, na manhã desta segunda-feira (26), que as aulas presenciais podem ser retomadas na segunda quinzena de novembro. A declaração aconteceu durante o lançamento do programa que implementa 215 colégios cívico-militares no Estado.

Questionado, então, sobre a possibilidade de retorno das aulas como um todo no Paraná, Ratinho Junior voltou a dizer que tudo depende dos índices do coronavírus. “Essa questão do avanço para uma normalidade entre aspas, nós estamos estudando junto com a Secretaria de Saúde. Nós começamos há dez dias atrás a retomada das aulas extracurriculares e do reforço escolar e isso está sendo ampliado pela Secretaria da Educação para outras escolas. Até o momento, está tudo muito bem organizado, sem nenhum tipo de problema, tanto de segurança para os professores, como para os alunos”, disse.

E é diante deste cenário que o Governo do Paraná trabalha com a possível volta às aulas. “Se continuarmos nesse ritmo e o índice de contaminação continuar caindo, a ideia é que na segunda quinzena mais ou menos de novembro, a gente possa voltar com próximo da normalidade com os alunos, tudo de forma gradativa por região e também conforme o índice de infecção nas regiões”, explicou Ratinho Junior.

As aulas estão suspensas no Paraná desde o mês de março.

Extracurriculares

No último dia 19, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte retomou as aulas extracurriculares. Cada estabelecimento de ensino tem seu calendário de aulas, por isto alunos e pais devem ficar atentos aos dias determinados pela direção. Por exemplo há escolas cujos dias das aulas extracurriculares começarão somente na quarta-feira e outros somente na quinta-feira. Esses dias serão os mesmos fixados antes da pandemia, quando o colégio estava aberto com aulas presenciais.

Na Justiça

Outra decisão que pode interferir diretamente na retomada das aulas está nas mãos do desembargador Robson Marques Cury. Na semana passada, o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinepe) ingressou com um mandado de segurança pedindo a retomada das aulas.

O mesmo desembargador autorizou no último dia 14 a reabertura das escolas privadas de Londrina, representadas pelo Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Norte do Paraná (Sinepe/NPR).

Fonte Banda B

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.