Capitão implementa projeto de controle populacional e de zoonoses em cães e gatos

A soltura de animais castrados e chipados, gera multa para o dono em torno de R$ 1.200 reais

Rádio SAN FM
Divulgação (Foto: Rádio SAN FM)

O município de Capitão Leônidas Marques realiza a três meses, o incentivo e desenvolvimento de programas protetivos, tratamento clínico, cirúrgico, terapêutico, identificação, registro, controle populacional e de zoonoses de caninos e felinos, e de campanhas educacionais para a conscientização pública.

O Projeto de Lei n° 2.406 aprovado em 25 de junho de 2019, tem por objetivo, promover o controle populacional de cães e gatos em situação de rua, através da castração de cadelas e gatas, proporcionando um maior bem-estar a estes animais.

O projeto com um custo anual de R$ 18 mil, do Fundo Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, é coordenado pela ONG S.O.S. 4 Patas.

A empresa Clínica Veterinária São Francisco, ganhadora da licitação do projeto, realiza os trabalhos de castração dos animais.

O diretor de Agricultura e Meio Ambiente, Valdir Giachini, comenta sobre o andamento do projeto e o motivo do atraso da execução da lei Municipal.

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.