Assinada ordem de serviço para início da construção do novo hospital de Capitão

A empresa que venceu a licitação terá prazo de dois anos para construção do prédio

Rádio SAN FM
Divulgação (Foto: Rádio SAN FM)

O prefeito de Capitão L. Marques, Maxwell Scapini, Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto e outras lideranças, assinaram na manhã dessa sexta-feira (30) a ordem de serviço para construção do novo Hospital de Capitão L. Marques.

Foram convidados a estarem presentes no evento a céu aberto em frente a prefeitura municipal:

- Vice-prefeito de Capitão Leônidas Marques, Serginho Tristoni

- Deputada Federal, Leandre Dal Ponte

- Deputado Estadual, Nelson Luersen

- Deputado Estadual, Gugu Bueno

- Prefeito da cidade de Cascavel, e presidente da AMOP Leonaldo Paranhos

-Vice-prefeito do município de Santa Lúcia, Jaury Scariot

-Chefe da 10ª Regional de Saúde, Dra. Lilimar Naldony Mori

-Presidente da Câmara de Vereadores, Cleudes Pavan dos Santos e demais vereadores

-Ex-prefeito de Capitão, Ivar Barea

-Secretário de Saúde de Capitão Leônidas Marques, Carlos Roberto da Silva

-Representando o Deputado Professor Lemos, o Sub-prefeito de Alto Alegre do Iguaçu, Julinho do Rogério.

A empresa que venceu a licitação terá prazo de dois anos para construção do prédio.

O investimento terá recurso de R$ 5 milhões do Ministério da Saúde$ 1,5 milhões do Consorcio Empreendedor Baixo Iguaçu e de R$ 1.899.712,92 do Governo Municipal de Capitão. Total de R$ 8,396 milhões.

A construção do novo hospital é um sonho antigo da população marquesiense, cujo recursos foram conseguidos na gestão do ex-prefeito Claudio Quadri e que será construído na gestão de Maxwel Scapini.

O novo Hospital Municipal de Capitão, terá dois centros cirúrgicos, um centro de raio X, atendimento ambulatorial, centros de internamentos, de material de esterilização de nutrição dietética, lavanderia e 35 leitos em enfermaria e quartos.
Também haverá uma área prevista de ampliação para centro obstétrico.

O novo hospital contara ainda com um Heliponto para pouso e decolagem de helicóptero para encaminhamento de pacientes em casos de emergência para hospitais de referência.

O hospital será para atendimento de média complexidade atendendo pelo SUS e podendo atender particular. O Hospital contará com acesso por dentro da cidade e pela BR 163, facilitando encaminhamento de pessoas acidentes nas rodovias tanto federal como estaduais. Com a construção do novo hospital o prédio onde funciona hoje o Hospital Nossa Senhora Aparecida será desativado.

Na oportunidade o repórter Edinei Lovatto, conversou com o Secretário de Saúde do paraná, Beto Preto, o Prefeito Maxwell Scapini e outras autoridades que estavão presentes no evento. Confira:



Confira mais fotos do evento clicando AQUI

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internetatravésdo Rádio SAN FM, não reflete aopiniãodeste Portal.