Sicoob Credicapital apoia Mc Dia Feliz com a venda de mais de 2.300 tickets em prol da Uopeccan

A ação tem como objetivo destinar o valor da venda do sanduíche Big Mac para instituições que atuam no combate ao câncer infanto-juvenil e entidades que desenvolvem projetos de educação

Rádio SAN FM
Na foto integrantes do Sicoob Capitão (Foto: Rádio SAN FM)

Acontece neste sábado, dia 21 de novembro, a 32ª edição do Mc Dia Feliz. A ação tem como objetivo destinar o valor da venda do sanduíche Big Mac de todos os restaurantes da rede McDonalds para instituições que atuam no combate ao câncer infanto-juvenil e entidades que desenvolvem projetos de educação, com apoio do Instituto Ronald McDonald e Instituto Airton Senna.

Por mais um ano, o Sicoob Credicapital foi um grande incentivador da ação em Cascavel (PR). A cooperativa apoiou a venda dos tickets, que foram disponibilizados nas agências da cidade. Foram vendidos 2.391 tickets, que totalizaram mais de R$ 40 mil. O valor arrecadado foi repassado ao Hospital do Câncer Uopeccan.
O Sicoob de Capitão Leônidas Marques também participa nessa ação.

Para o diretor superintendente do Sicoob Credicapital, Valdir Pacini, o resultado da ação foi conseguido com o engajamento de colaboradores e cooperados. “Eles tiveram uma participação muito nobre na causa e colocaram em prática o sétimo princípio do cooperativismo, que é o interesse pela comunidade”, afirma.

Já a gerente de assuntos institucionais da Uopeccan, Kelyn Aires, a palavra que traduz o trabalho realizado pelo Sicoob Credicapital é comprometimento. “A equipe do Sicoob é muito comprometida com as ações que realizamos. Nós somos gratos a todos pela ajuda e pela contribuição”, comenta.

O Mc Dia Feliz é uma das maiores campanhas existentes hoje em prol de crianças e adolescentes que lutam contra o câncer no país. Ao todo, são 68 projetos e 59 instituições beneficiadas, entre elas a Uopeccan, que vai usar os recursos arrecadados com a campanha para, entre outras ações, realizar aproximadamente 126 exames para crianças e adolescentes e custear a energia elétrica da Ala Pediátrica do hospital durante 12 meses.

Fonte Assessoria

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.