Garantidos R$ 6 milhões para a construção de 72 casas em Capitão Leônidas Marques

Artagão Junior disse, que esse é um projeto muito positivo para o município de Capitão e que vem acompanhando já há bastante tempo.

Rádio SAN FM
Divulgação (Foto: Rádio SAN FM)

Está sendo trabalhado em parceria com o deputado Estadual Artagão junior (PSB) à construção de 72 casas populares no município de Capitão Leônidas Marques. Os investimentos da Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná) giram em torno de R$ 6 milhões. Artagão Junior disse, que esse é um projeto muito positivo para o município de Capitão e que vem acompanhando já há bastante tempo.

“É um projeto muito positivo para Capitão Leônidas Marques. Além de contemplar as famílias com o sonho da casa própria, o empreendimento vai gerar empregos e movimentar a economia da cidade, com a compra de materiais de construção, alimentação, hospedagem, entre outros”, ressaltou o deputado. 
Conforme informações da Cohapar, todas as etapas do processo licitatório foram concluídas e, dentro dos próximos dias, será dada a ordem de serviço.

Através do Instituto das Águas, ainda foram confirmadas 75 manilhas de concreto para o escoamento de águas pluviais e esgoto no bairro Primavera. Segundo o deputado esse é mais um processo que vem sendo acompanhado a bastante tempo. “Era uma demanda antiga, onde os moradores estavam cobrando bastante. Felizmente, tivemos mais esta garantia que vai ajudar muito na qualidade de vida do nosso município”, disse o prefeito.

*O IAT foi criado este ano através de uma fusão dos órgãos: Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) e Instituto das Águas do Paraná.

O deputado Artagão Júnior acompanhou nesta quarta-feira (20) o prefeito de Capitão Leônidas Marques, Cláudio Quadri, em mais uma etapa de discussões sobre a situação das famílias atingidas pela barragem da hidrelétrica do Baixo Iguaçu. A reunião foi realizada no Instituto Água e Terra (IAT)*, com o diretor-presidente Everton Luiz da Costa Souza. Segundo Artagão, foi uma Reunião produtiva.

“Foi uma reunião produtiva. Acredito que estamos chegando na fase final dos encaminhamentos, tendo uma conclusão definitiva para as mais de 40 famílias atingidas e que ainda não foram indenizadas. Estamos cobrando um posicionamento oficial do IAT, no sentido de exigir do consórcio as devidas atitudes com relação aos compromissos assumidos”, explicou o deputado.

De acordo com o diretor-presidente do IAT, até o início do mês que vem cada família terá um relatório individualizado a respeito da situação. A partir daí, as famílias poderão dar seqüência ao processo, recebendo a indenização ou, eventualmente, questionando judicialmente, caso julguem necessário.

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.