Preço do arroz sobe, setor do trigo tem novidade

Muito agente resolveu sair no mercado, por um tempo, pra ver como ele vai se comportar após a medida anunciada pelo Governo e pra analisar o quanto as importações podem mudar o jogo.

ImageParty/Pixabay
Divulgação (Foto: ImageParty/Pixabay )

A retirada da tarifa de importação ainda não foi suficiente pra baixar o preço do arroz, no campo. Pelo contrário: o Cepéa apurou uma pequena alta, nos últimos dias, e que a saca do grão em casca foi vendida a 104 reais, no Rio Grande do Sul. É verdade, por outro lado, que os avanços perderam força, na comparação com o que se via até a primeira semana do mês. Acontece que muito agente resolveu sair no mercado, por um tempo, pra ver como ele vai se comportar após a medida anunciada pelo Governo e pra analisar o quanto as importações podem mudar o jogo.

No mercado do trigo, também tem muito produtor fora de cena, pra sentir o movimento, antes do avanço das negociações. Com isso, mesmo com o avanço da colheita no Paraná, no por exemplo, os preços estão firmes, apesar de algumas quedas nos últimos dias. A tonelada sai a mil 150 reais, no Estado, e a pouco mais de mil e 200 no mercado gaúcho. Vale destacar, ainda, que o Sul, que responde pela maior parte do trigo produzido no País, pode ganhar novos concorrentes, no futuro. A Embrapa anunciou que um projeto piloto, para a levar a cultura ao Ceará, deu resultado. Foram semeados cerca de cinco hectares e enquanto muita gente achou que o trigo nem ia crescer, foram colhidas nove toneladas e num prazo bem menor que em outras regiões: 75 dias.

Fonte Rádio2

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Rádio SAN FM, não reflete a opinião deste Portal.